Sinproesemma reúne com Seduc para tratar sobre volta às aulas

O Sinproesemma participou na tarde desta segunda-feira, 05, de reunião virtual com a   Secretaria Estadual de Educação (Seduc) para tratar sobre a retomada das aulas na rede estadual de ensino.

De acordo com planejamento apresentado pelo Governo do Estado, o reinício das aulas está previsto para o mês de agosto, de forma híbrida, gradual, segura e flexível.

“Teremos um retorno progressivo das escolas com base nas condições físicas mais adequadas para a biossegurança. As turmas serão divididas em grupos que deverão revezar-se. Esse revezamento será feito pelas equipes gestoras e docentes, respeitando as particularidades de cada lugar”, disse Nádya Dutra, secretária adjunta de Ensino da Seduc.

Para o presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, com a garantia das férias para os trabalhadores em educação no mês de julho que já faz parte do calendário letivo, essa retomada das aulas, de forma planejada, híbrida e com todos os cuidados sanitários poderia iniciar na segunda quinzena do mês de agosto.

“É importante iniciar a retomada das aulas com o acolhimento dos profissionais da educação e dos alunos, além de planejar o retorno através do formato híbrido. É necessário ainda aplicar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em todos e assim finalizar o ciclo de vacinação dos trabalhadores em educação e a efetivação da imunidade da categoria”, ressaltou Oliveira.

A direção do Sinproesemma enfatizou ainda a necessidade e implementação do distanciamento social nas salas de aulas, uso de máscara, disponibilidade de álcool em gel nas dependências das escolas, assim como a aferição da temperatura da comunidade escolar.

Segundo a secretária adjunta, está sendo realizado um estudo sobre as condições das escolas, onde é verificado as condições de banheiros e pias, ventilação das salas de aulas, disponibilidade de água nas unidades escolares, entre outros. Será disponibilizado ainda termômetros infravermelhos, máscaras, itens de higiene para assepsia das mãos. Segundo Nádya Dutra esse estudo vai possibilitar a implementação desses protocolos de segurança.

Municípios

Outro ponto enfatizado na reunião foi a retomada das aulas nas redes municipais de ensino. Para a direção do Sinproesemma é necessário que as prefeituras coadunam com o calendário estadual e complete o ciclo de vacinação dos trabalhadores em educação para a retomada das aulas.

“Existem gestores municipais que estão dispostos a iniciarem as aulas a seu bel prazer e sem as condições para a retomada segura da comunidade escolar. É extremamente necessário que essa retomada seja uniforme, após a completa vacinação de todos os profissionais da educação e de forma híbrida, para assim garantir a segurança necessária para todos”, frisou a secretária de representação de núcleos municipais do Sinproesemma, Janice Neri.

Ao final da reunião, o presidente do Sinproesemma agradeceu a participação de todos e enfatizou a necessidade de novas reuniões com a Seduc para dar continuidade a pautas importantes de reivindicação do sindicato.

“Estamos construindo o caminho da retomada das aulas, mesmo que de forma híbrida, para o segundo semestre de 2021. Isso demonstra a disposição do Sindicato, que representa a categoria, em colaborar nesse contexto para a retomada de forma segura e sem percalços e com garantia das reais condições por parte da secretaria. É importante prosseguirmos também com a pauta de valorização dos trabalhadores em educação, como o lançamento do edital para pró-funcionário estadual, a discussão das promoções, titulações e principalmente das progressões, assim como a ampliação de matrícula e concurso público, diante da necessidade do quadro na rede estadual, pautas essas que são importantes para assegurar a garantia dos direitos dos trabalhadores em educação, estabelecido no Estatuto do Educador”, pontuou Oliveira.

ESPAÇO DO ASSOCIADO

Pular para o conteúdo