Sinproesemma convoca categoria para Greve Geral da Educação no dia 18 de março

Para lutar em defesa do Fundeb permanente, da democracia e soberania nacional, o Sinproesemma convoca todos os trabalhadores e trabalhadoras em Educação para a Greve Geral da Educação Pública, no dia 18 de março, a partir das 15h, com concentração na Praça Deodoro. A mobilização também faz parte de um ato conjunto contra a precarização dos serviços públicos, por isso deve contar ainda com a adesão de toda a classe trabalhadora, além da participação da sociedade civil.

O presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, destaca a importância da presença da categoria e de todos os trabalhadores neste movimento, alertando toda a sociedade para os impactos na política educacional do Brasil se o projeto que torna o Fundeb permanente não for aprovado no Congresso.

“O Sinproesemma dá total respaldo ao ato convocado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), que tem como principal objetivo chamar a atenção da sociedade e das representações políticas federais para a necessidade de aprovar a Proposta de Emenda Constitucional nº 15/2015, que visa instituir o novo FUNDEB, ampliado e com mais recursos da União. Garantir esse aporte financeiro dará mais segurança para Municípios e Estados na execução de políticas públicas de Educação. O fim do FUNDEB pode comprometer o atendimento escolar de milhares de estudantes, os planos de carreira dos professores, a manutenção e implantação de programas escolares, entre outras políticas educacionais ameaçadas pelo atual governo”, elencou o presidente.

O Fundeb é a principal fonte de recursos para o financiamento da rede pública de ensino no país, incluindo a remuneração dos professores, e tem vigência até 31 dezembro de 2020.

ESPAÇO DO ASSOCIADO

Pular para o conteúdo