Paço do Lumiar: Decretada greve por tempo indeterminado no município

Greve por tempo indeterminado. Foi o que decidiu os profissionais da educação pública de Paço do Lumiar nesta quinta-feira, 21, em assembleia convocada pelo núcleo do Sinproesemma no município, para deliberar sobre o movimento paredista. A assembleia aconteceu um dia após a paralisação de advertência de 48h, nos dias 19 e 20 de março.

Durante a paralisação de advertência, não houve nenhuma sinalização de negociação por parte da gestão municipal, que segundo a categoria, vem agindo de forma arbitrária quanto às relotações de professores e professoras. Além disso, a Prefeitura age de forma enganosa quanto à carga horária, desrespeitando o que está previsto no estatuto.

“Foram várias as tentativas de negociação do sindicato, sempre com algum entrave exposto pela gestão municipal. A greve, no entanto, é a consequência do esgotamento destas tentativas, pois a categoria quer os seus direitos garantidos e o papel do sindicato é estar com o que a categoria decidir”, disse Jori Mary Santos, coordenadora do Núcleo do Sinproesemma em Paço do Lumiar, reforçando que, apesar a greve, a categoria permanece aberta ao diálogo para chegar a um acordo favorável aos profissionais da educação pública municipal.

Na manhã desta sexta-feira, 22, a categoria se mobilizou em frente à sede da Previdência Social de Paço do Lumiar, realizando manifestação pública e panfletagem contra os desmandos da gestão municipal, a reforma da previdência e o fim da aposentadoria especial para professores e professoras. A greve por tempo indeterminado terá início no próximo dia 27 de março.

ESPAÇO DO ASSOCIADO

Pular para o conteúdo