Núcleo do Sinproesemma em Nova Olinda do Maranhão garante pagamento de salários atrasado de servidores

Sindicato ingressou na justiça para garantir os direitos dos servidores que tiveram salários atrasados no ano de 2016

O Núcleo do Sinproesemma no Município de Nova Olinda do Maranhão garantiu, na justiça, o pagamento do salário dos trabalhadores em educação referente aos meses de agosto e setembro de 2016, além do 1/3 de férias, assim como o pagamento integral dos meses de outubro e novembro e 13º salário daquele ano que tinham sido retidos indevidamente pelo gestor Delmar Barros. O pagamento será acrescido de juros moratórios calculados com base no índice oficial de remuneração básica de juros aplicados à caderneta de poupança.

Na sentença, o Juiz Titular da Comarca de Santa Luzia do Paruá, João Paulo de Sousa Oliveira decidiu bloquear o Fundo de Participação do Município de Nova Olinda (FPM) para o pagamento dos servidores. A ação tramitava há 04 (quatro) anos e trata de verbas de natureza alimentar, inadimplidas sem nenhuma justificativa plausível pela Prefeitura de Nova Olinda, sob a gestão da prefeita Iracy Weba.

Para o coordenador do núcleo do Sinproesemma em Nova Olinda do Maranhão, professor Gerrá essa é mais uma vitória da luta e da unidade do Sinproesemma que sempre busca a garantia dos direitos dos profissionais da educação.

“A nossa categoria está de parabéns por mais essa conquista. Hoje estamos comemorando os 38 primeiros alvarás de pagamento dos trabalhadores em educação. A Direção do Núcleo de Nova Olinda continuará lutando para garantir os direitos de todos os servidores do município”, disse Gerrá.

Já o presidente do Sinproesemma, Raimundo Oliveira, enfatizou mais essa conquista do núcleo de Nova Olinda.

“Parabenizamos o núcleo do Sinproesemma de Nova Olinda que com coragem e garra vem defendendo os interesses dos trabalhadores e buscando uma educação pública de qualidade com valorização dos profissionais”, enfatizou Oliveira.

ESPAÇO DO ASSOCIADO

Pular para o conteúdo